Imposto de Renda

Com a alteração já vigente, diversos contribuintes serão beneficiados com a isenção do imposto de renda, mas somente em algumas situações.

A Receita Federal publicou no dia 17 de março de 2022, através da Instrução Normativa da RFB nº 2.070, a alteração na Instrução Normativa nº 599 de 28/12/2005. Dessa maneira, o contribuinte terá direito à estar isento da obrigação de efetuar o pagamento do imposto de renda em algumas situações, mas isso só será aplicado na venda de um imóvel uma vez a cada período de 5 anos.

Outro porém que deve ser ressaltado é que as hipóteses abaixo devem ter sido realizadas em até no máximo 6 meses depois de realizar a venda do imóvel.

Entenda todos os detalhes:

  • Tem direito a isenção:

– Quem realizou contratos de permuta de imóveis residenciais;

– Quem vendeu ou adquiriu imóvel em construção ou na planta;

– Quem possui débito relacionado ao financiamento imobiliário e precisou vender um imóvel para quitar a dívida parcialmente ou integralmente.

  • Não tem direito a isenção:

– Quem vendeu ou adquiriu um terreno;

– Quem adquiriu vaga de garagem ou de boxe de estacionamento.

  • Como declarar no Imposto de Renda:

– Primeiro você deve incluí-lo na ficha de “Bens e Direitos”. É preciso selecionar o código do bem (número 11 para apartamento, número 12 para casa e número 13 para terrenos);

– Em seguida, preencha os dados no item “Demonstrativo da Apuração dos Ganhos de Capital da Declaração”. Insira os dados sobre a transação financeira, como forma de pagamento do valor de custo. É importante ressaltar que o Fisco deve ser informado quem é o comprador, o órgão irá analisar eventuais inconsistências;

– A Receita fará o cálculo para averiguar se ocorreu ganho para o contribuinte na venda, o que é conhecido como lucro imobiliário. Caso tenha ocorrido prejuízo, não haverá cobrança de imposto;

– A exceção a declaração do Imposto de Renda também é válida para quem adquiriu bens antes de 1969, pois é considerado como ganho de capital.

Quem ainda não realizou a declaração deve ficar atento ao prazo limite que vai até o dia 31 de maio de 2022.

Confira a instrução normativa do artigo alterado:

INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB Nº 2.070, DE 16 DE MARÇO DE 2022

Altera a Instrução Normativa SRF nº 599, de 28 de dezembro de 2005, que dispõe sobre os arts. 38, 39 e 40 da Lei nº 11.196, de 21 de novembro de 2005, relativamente ao Imposto sobre a Renda incidente sobre ganhos de capital das pessoas físicas.

O SECRETÁRIO ESPECIAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL, no uso da atribuição que lhe confere o inciso III do art. 350 do Regimento Interno da Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil, aprovado pela Portaria ME nº 284, de 27 de julho de 2020, e tendo em vista o disposto no art. 39 da Lei nº 11.196, de 21 de novembro de 2005, resolve:

Art. 1º A Instrução Normativa SRF nº 599, de 28 de dezembro de 2005, passa a vigorar com as seguintes alterações:

“Art. 2º § 10

II – à venda ou aquisição de imóvel residencial em construção ou na planta; e

III – à hipótese de venda de imóvel residencial com o objetivo de quitar, total ou parcialmente, débito remanescente de aquisição a prazo ou à prestação de imóvel residencial já possuído pelo alienante. (NR)

Art. 2º Fica revogado o inciso I do § 11 do art. 2º da Instrução Normativa SRF nº 599, de 28 de dezembro de 2005.

Art. 3º Esta Instrução Normativa entra em vigor na data de sua publicação no Diário Oficial da União.

Comentários estão desabilitados